Homem que tentou matar o Papa quer rezar em seu túmulo

Homem que tentou matar o Papa quer rezar em seu túmulo

Fátima é a cidade onde três crianças declararam ter testemunhado aparições da Virgem Maria

Mehmet Ali Agca deseja rezar diante do túmulo do papa João Paulo II, que ele tentou assassinar em 1981, mas os pedidos feitos às autoridades italianas e portuguesas até agora não receberam resposta, indicou nesta quinta-feira seu advogado à AFP. Pedidos de visto foram apresentados às embaixadas da Itália e de Portugal a Ancara, mas no momento nenhuma resposta foi obtida, ressaltou Haci Ali.

"Mehmet Ali Agca desejava ir à Fátima (Portugal) no dia 13 de maio e visitar a igreja, e depois quer ir ao Vaticano para rezar diante do túmulo de João Paulo II, onde depositará flores", disse. O Vaticano anunciou em uma carta que uma visita como essa seria possível, mas as autoridades italianas ainda não se manifestaram sobre o pedido de visto, acrescentou o advogado.

Fátima é a cidade onde três crianças declararam ter testemunhado aparições da Virgem Maria, em 1917. João Paulo II declarou que Nossa Senhora de Fátima havia salvado sua vida quando foi gravemente ferido por Agca, no dia 13 de maio de 1981, na Praça São Pedro em Roma. Agca foi libertado de uma prisão em Ancara em janeiro de 2010 depois de ter passado quase 30 anos em prisões da Itália e da Turquia pela tentativa de assassinato, e por outros crimes cometidos na Turquia.

Sua saúde mental já foi colocada em questão em diversas oportunidades. Destaque da imprensa durante algum tempo, ele não tem aparecido nas manchetes dos jornais há meses. Agca publicou um livro que não foi bem-sucedido nas livrarias. João Paulo II morreu no dia 2 de abril de 2005. Ele será beatificado no domingo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br