Homem sobrevive a forquilha cravada em seu crânio

Ele sofreu um ataque de um amigo que sofria de paranoia e achava que a sua comida havia sido envenenada

Hugh Buckley, de 54 anos, sofreu um ataque brutal de um amigo que sofria de paranoia e achava que a sua comida havia sido envenenada. O inglês foi golpeado várias vezes e ficou com uma forquilha (instrumento agrícola com cabo de madeira e com dois dentes de metal em uma das pontas, usado para remover folhas, palha e feno) cravada no crânio.

Os bombeiros retiraram o cabo da forquilha e levaram Hugh para um hospital de Glasgow (Escócia). O agressor, Thomas Pollock, fugiu da cena do crime.

Depois de três meses em coma, a vítima acordou. O escocês, que teve a fala comprometida, está se recuperando em uma clínica especializada.

Thomas foi preso pouco depois. Por causa de insanidade, um júri decidiu que o agressor fosse enviado a um hospital psiquátrico sob custódia da Justiça.



Fonte: O Globo, www.oglobo.com.br