Homem sobrevive a queda de mais de 300m na Escócia

Adam Potter, que teve apenas ferimentos leves, foi encontrado de pé, lendo um mapa.

Um montanhista escocês foi encontrado por equipes de resgate lendo um mapa após sobreviver a uma queda de mais de 300 metros apenas com escoriações leves.

Adam Potter, de 36 anos, perdeu o equilíbrio quando estava sobre o pico nevado da montanha Sgurr Choinnich Mor, no oeste da Escócia, a 1.094 metros acima do nível do mar, e caiu em uma encosta quase vertical.

Potter foi resgatado por um helicóptero da Marinha que participava de um treinamento nas proximidades e que foi deslocado para procurar o montanhista após a queda.



Para o tenente Tim Barker, que estava no helicóptero, o resgate do montanhista vivo "parecia impossível".

"Começamos a sobrevoar a encosta e vimos este homem no fundo, de pé. Honestamente, pensamos que não podia ser ele, porque ele estava de pé, lendo um mapa. Acima dele na encosta havia uma série de rochas da altura de árvores", disse Barker.

"Parecia impossível, mas refizemos o caminho desde o topo da montanha e, claramente, havia pedaços de seu equipamento em uma linha vertical por todo o caminho. Ele obviamente o perdeu durante a queda", afirmou.

"Foi incrível. Ele deve ter literalmente ficado frente a frente às saliências das rochas enquanto caía, quase voando", disse.

Sgurr Choinnich Mor é uma das montanhas mais altas da EscóciaSgurr Choinnich Mor é uma das montanhas mais altas da Escócia (Foto: PA)

Gelo e neve

Potter, que sofreu apenas arranhões no rosto, fissuras em três costelas e ferimentos leves no ombro e no peito, disse que pretende voltar às escaladas em breve.

Ele afirmou à BBC que podia lembrar do momento do início de sua queda e dos instantes antes de atingir o solo.

"Eu estava escorregando no gelo e na neve, então tentei reduzir a velocidade, mas naquela altura estava muito difícil - ganhei velocidade muito rapidamente", afirmou.

Segundo ele, sempre que parecia chegar ao final da queda, ele voltava a cair em um novo penhasco.

"Só pensava em parar, realmente. Não estava pensando em nenhuma experiência da minha vida ou algo do tipo", relatou.

"No final, houve um pedaço no qual quase consegui parar, o que parecia fantástico, mas também podia ver o próximo penhasco. Quando eu caí nesse penhasco, temi um pouco pela minha vida", afirmou.

Potter disse ter perdido a consciência ao fim da queda, mas que ao voltar a si, desorientado, tomou seu mapa para tentar descobrir onde estava.

"Não estava muito seguro sobre onde havia ido naquele dia, então estava tentando descobrir onde estava e como cheguei ali", afirmou.

Potter lamentou que terá que cancelar uma nova escalada programada para o próximo fim de semana. "Talvez daqui a algumas semanas... Vou ver como ficam os meus ferimentos", disse.

"Foi apenas uma pequena queda, que provocou mais quedas... Mas eu poderia ter escorregado na porta de casa", afirmou.

Fonte: g1, www.g1.com.br