Homens armados abrem fogo dentro de museu na Tunísia

Turistas estão entre a maioria das vítimas

Homens armados fizeram um ataque ao maior museu de Túnis, capital da Túnisia, nesta quarta-feira (18), deixando turistas mortos e feridos, segundo o governo. Também há cidadãos tunisianos entre as vítimas.


De acordo com o primeiro-ministro do país, Habib Essid, pelo menos 19 pessoas foram mortas - 17 turistas e dois tunisianos, sendo um deles um policial.

O ministro das Relações Exteriores da Polônia anunciou que três poloneses estão entre os feridos. O governo italiano confirmou dois cidadãos entre os feridos.

Segundo informações da emissora americana CNN, dois homens trajando roupas militares invadiram o Museu Nacional do Bardo e abriram fogo contra os visitantes.

O museu é uma das maiores atrações turísticas da Tunísia e fica próximo ao prédio do Parlamento, que foi esvaziado após o tiroteio.

Não se sabe ao certo quem são os responsáveis pelo ataque. Apesar de ser um país mais estável do que outros na região, a Tunísia tem lidado com grupos extremistas islâmicos ligados a Al-Qaeda e ao Estado Islâmico.

Fonte: Brasil Post