Homens ateiam fogo a acampamento infantil

Homens ateiam fogo a acampamento infantil

Pelo menos 40 encapuzados armados invadiram o local

Pelo menos 40 pessoas encapuzadas e armadas atearam fogo neste domingo (23) em um espaço destinado a acampamento infantil de verão organizado em Gaza pela agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados palestinos, informaram fontes do organismo. Os desconhecidos bloquearam a estrada litorânea da faixa e agrediram os guardas da entrada do acampamento, cuja inauguração estava prevista para 22 de junho. Ao deixarem a região, os homens entregaram aos guardas uma carta com ameaças e quatro balas em um envelope dirigido ao diretor de operações da agência das Nações Unidas, John Ging. Em grave crise financeira, a agência presta serviços a 4,7 milhões de refugiados palestinos no mundo árabe e organiza a cada ano acampamentos de verão na praia mediterrânea de Gaza, território controlado pelo Hamas desde 2007. Ninguém reivindicou a autoria do ataque, embora o departamento de direitos dos refugiados palestinos, administrado pelo Hamas, acusou à entidade em comunicado de "invadir culturalmente às crianças palestinas". O departamento pede ao governo do Hamas, ao Parlamento, às facções e às organizações civis palestinas para "intervirem com o objetivo de restaurar os valores e a cultura dos palestinos" e à agência das Nações Unidas a "atuar de acordo às leis aplicadas na região". Nesta manhã, em entrevista coletiva após o incidente, Ging ressaltou a determinação da agência de continuar "oferecendo às crianças de Gaza o apoio que necessitam". O porta-voz da agência das Nações Unidas em Gaza, Adnan Abu Hasna, se mostrou "comovido" pela destruição de "um projeto que procura entreter crianças psicologicamente destruídas" pela ofensiva israelense na faixa que já deixou 1,4 mil palestinos mortos, na maioria de civis. Hasna pediu ao Executivo do Hamas que encontre os responsáveis e questionou: - Onde estavam a polícia e as forças de segurança quando 40 milicianos fecharam a estrada litorânea de Gaza e invadiram o acampamento de verão na praia?

Fonte: r7