Hora da vingança: Monica Lewinsky diz que Clinton tinha obsessão por "ménage à trois"

Hora da vingança: Monica Lewinsky diz que Clinton tinha obsessão por "ménage à trois"

Monica quer que o livro com os detalhes íntimos do caso que viveu com Clinton seja a sua vingança para a posteridade.

A vingança pode demorar e pode até ser servida fria. Mas um dia vem. É o caso de Monica Lewinsky, a estagiária que foi amante de Bill Clinton quando o democrata era presidente dos EUA.

Monica, aos 39 anos, vai publicar em breve cartas secretas nas quais, garante ela, Clinton revela um desejo insaciável por ménage à trois (sexo a três), segundo reportagem do "Daily Mail".

Além disso, nas cartas, diz Monica, Clinton ridiculariza a esposa, Hillary. Mas, diz a ex-estagiária, o chefe da Casa Branca acreditava que a primeira-dama também procurava amor fora do casamento.

De acordo com amigos ouvidos pela "National Enquirer", Monica quer que o livro com os detalhes íntimos do caso que viveu com Clinton seja a sua vingança para a posteridade.







Fonte: O Globo