Hugo Chávez anuncia que está de volta à Venezuela após 2 meses

Hugo Chávez anuncia que está de volta à Venezuela após 2 meses

Ao chegar ao país, Chávez foi levado a hospital militar da capital.

O presidente venezuelano Hugo Chávez anunciou nesta segunda-feira (18) que desembarcou em Caracas, mais de dois meses após de uma cirurgia em Havana para combater um câncer. A volta acontece três dias após a divulgação das primeiras fotos de Chávez após a realização de uma cirurgia contra um câncer em Cuba.

"Chegamos de novo à Pátria venezuelana. Obrigado meu Deus!! Obrigado Povo amado!! Aqui continuaremos o tratamento", anunciou a conta do presidente venezuelano no Twitter.

"Obrigado a Fidel, a Raúl e a toda Cuba!! Obrigado a Venezuela por tanto amor!!", escreveu Chávez também na rede social. A chegada do mandatário foi às 2h30 no horário local, segundo a página de Chávez no Facebook.

"Sigo aferrado a Cristo e confiante em meus médicos e enfermeiras. Até a vitória sempre!! Viveremos e venceremos!!".

Os comentários de Chávez no Twitter nesta segunda foram os primeiros desde a viagem para Cuba para a operação em dezembro.

O presidente foi internado no hospital militar de Caracas, informou Jorge Arreaza, genro do chefe de Estado e ministro da Ciência e Tecnologia, segundo a agência France Presse.

"O presidente já se encontra em seu quarto no Hosp. Militar Dr. Carlos Arvelo em Caracas, disposto a seguir com seus tratamentos", escreveu Arrreaza.

O vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro, expressou a "felicidade absoluta" com o retorno de Chávez a Caracas.

"Um dia como hoje, 18 de fevereiro do ano 2013, temos felicidade absoluta porque o comandante Chávez está aqui, na pátria venezuelana", afirmou Maduro ao canal oficial VTV.

"Sobre o estado de saúde de Chávez iremos informando no decorrer do dia, destos dias que estão por vir, já daremos detalhes", completou.

Maduro explicou que Chávez é acompanhado por vários parentes, como irmão e governador do estado de Barinas, Adán Chávez, uma das filhas do presidente, Rosa Virginia, e a "equipe de médicos" que trata o presidente.

O vice-presidente agradeceu o apoio recebido nos mais de dois meses.

Havia especulações de que Chávez não estaria bem o bastante para viajar apesar de desejar voltar à Venezuela para dar prosseguimento ao tratamento contra o câncer, que foi diagnosticado pela primeira vez em junho de 2011.

O retorno de Chávez certamente será comemorado por seus simpatizantes no país com 29 milhões de habitantes, onde suas políticas de bem-estar social fizeram dele um herói para os pobres.

Fogos de artifício foram ouvidos em alguns bairros de Caracas após a divulgação da notícia da volta do presidente, e muitos "chavistas" celebraram nas ruas, segundo a Reuters.

Fonte: G1