Imprensa informa que Carla Bruni se internou para ter seu bebê

Jornalistas montam guarda em clínica, e policiamento foi reforçado.

A primeira-dama da França, Carla Bruni, deu entrada na manhã desta quarta-feira (19) na clínica parisiense de Muette para dar à luz ao filho que espera do presidente Nicolas Sarkozy, segundo a imprensa.

Após duas semanas de rumores e alarmes falsos, a revista 'Voici' indicou que a ex-modelo chegou acompanhada de Sarkozy a essa maternidade.

Em frente ao local, fotógrafos e repórteres dão plantão desde o início do mês.

 

 

 

 

 

 

 


Imprensa informa que Carla Bruni se internou para ter seu bebê

 

 

 

O jornal 'Le Figaro' já havia antecipado que desde a véspera duplicou o número de efetivo policial vigiando a região diante da chegada iminente da primeira-dama. Se confirmada a informação, poderia nascer nesta quarta-feira o segundo filho de Carla Bruni, depois de Aurélien, nascido em julho de 2001, e o quarto do presidente.

Ele é pai de Pierre, 26 anos, Jean, 24, do seu primeiro casamento, e Louis, de 14, do segundo. A ex-modelo reconheceu em entrevista que entrou em licença em 1º de outubro.

Apesar das notícias publicadas de que já havia dado à luz, Carla Bruni foi vista nos últimos dias saindo de um restaurante com Sarkozy, falando ao telefone na entrada de sua casa em Paris e comprando roupas de bebê em uma loja próxima do palácio do Eliseu, sede da Presidência francesa.

Na terça-feira à noite, inclusive, recebeu no Eliseu o jornalista Benoît Duquesne, responsável pelo programa 'Complément d'enquête', que exibirá essa entrevista na próxima quinta-feira dentro de uma reportagem que analisa as possibilidades do presidente se reeleger, a seis meses do pleito presidencial.

Fonte: g1, www.g1.com.br