Incêndio em hospital psiquiátrico na Rússia deixa 37 pessoas mortas

Incêndio em hospital psiquiátrico na Rússia deixa 37 pessoas mortas

Interno teria ateado fogo à própria cama.

Pelo menos 37 pessoas morreram num incêndio ne quinta-feira à noite que destruiu um hospital psiquiátrico no noroeste da Rússia, informou o comitê de investigação.

"Retiramos dos escombros os corpos de 10 pessoas, de um total de 37 mortos", afirma um comunicado do gabinete local do comitê de investigação para a região de Novgorod.

Equipes buscam pelos desaparecidos, segundo as autoridades.

O incêndio aconteceu por volta das 4h locais, aparentemente depois que um paciente ateou fogo em sua cama, disse o governador da província, Sergei Mitin. "O pessoal médico viu um paciente na cama número 2 envolto em chamas. É possível que ele seja o responsável pelo incêndio", disse o governador.

O governante acrescentou que tudo indica que o interno estava fumando e acabou ateando fogo na cama.

As autoridades informaram que mais de 20 pessoas foram retiradas do hospital. Segundo a agência "Itar-Tass", havia mais de 50 pacientes internados na ala incendiada.

De acordo com um responsável do Ministério de Situações de Emergência da Rússia, Yuri Deshevykh, o hospital deveria ser fechado em agosto de 2014 por ordem judicial, precisamente por seu pouca proteção contra incêndios, já que o edifício é de madeira.

Esta é a segunda tragédia semelhante na Rússia em poucos meses. Em abril, um incêndio em um hospital psiquiátrico nos arredores de Moscou causou a morte de 38 pessoas.


Incêndio em hospital psiquiátrico mata ao menos 37 na Rússia

Fonte: G1