Indústria pornô de L.Angeles tem outro ator diagnosticado com Aids

Indústria pornô de L.Angeles tem outro ator diagnosticado com Aids

A indústria de cinema pornô de Los Angeles enfrenta o terceiro "apagão" do ano

A indústria de cinema pornô de Los Angeles enfrenta o terceiro "apagão" do ano, após mais um ator ser diagnosticado com Aids. O gênero e o nome da pessoa infectada não foram divulgados. A discussão está quente desde novembro de 2012, quando uma lei determina que o elenco use camisinha nas filmagens foi aprovada. Apesar de ela ainda não ter vingado significativamente, alguns produtores resolveram filmar em outros estados.

Em setembro, a indústria de filmes pornôs interrompeu os trabalhos por duas semanas porque os resultados dos exames de três atores para o vírus do HIV deram positivo. Um pouco antes, em agosto, já havia parado por uma semana quando a atriz Cameron Bay anunciou que estava com Aids.

No sábado, um porta-voz da associação de atores pornôs disse ao "Los Angeles Times" que não há indícios de que a nova ocorrência teria ligação com os casos de agosto e setembro. A entidade soltou ainda um comunicado culpando a "lei da camisinha" por prejuízos "mais de US$ 450 mil" na indústria, uma vez que as filmagens estariam sendo deslocadas para outros estados. Foram concedidas 24 permissões para filmagens de obras pornográficas em Los Angeles no ano de 2013, enquanto em 2012 foram 480.

Fonte: O Globo