Interpol prende modelo brasileira acusada de sequestrar a filha

Interpol prende modelo brasileira acusada de sequestrar a filha

A prisão aconteceu no aeroporto de Heathrow, em Londres, pela Interpol (Polícia Internacional).

A modelo brasileira Fernanda Souza Guiguer está presa na cadeia de Holloway, em Londres, desde 1º de novembro de 2012, acusada de sequestrar a filha, Rafaely, de oito anos. Ela foi ouvida na Justiça inglesa no último dia 4 e espera julgamento, ainda sem data marcada para acontecer. Fernanda está grávida do novo marido, Wagner Santos, também preso, supostamente por ajudá-la no rapto.

A prisão aconteceu no aeroporto de Heathrow, em Londres, pela Interpol (Polícia Internacional). Fernanda, Rafaely e Wagner embarcaram em Milão com destino ao Brasil. Na escala em Londres, eles foram retirados do avião.

A menina foi entregue ao pai e ao avô paterno, José Vieira, ex-sogro dela. Como complicador, o sogro é procurado por tentativa de assassinato da ex-mulher. O crime aconteceu em 2003. Vieira cumpria pena em regime aberto e fugiu para Londres em 2007. A Justiça brasileira já pediu sua extradição.

Fernanda (28 anos, loira, 1m51 e 50 quilos), largou a faculdade de jornalismo em Criciúma (200 km de Florianópolis) para se casar com o músico aspirante Rafael Isidro Vieira, 28, em 2003. No ano seguinte, os dois tiveram Rafaely.

Cidadania europeia

O casal se divorciou em 2007, e a menina ficou sob a guarda da mãe. Rafael obteve cidadania europeia graças à origem italiana da mãe. No ano seguinte, foi morar no eixo Londres-Milão. Ele passou a cidadania para a filha. Mais tarde, Fernanda usou a cidadania da filha para obter permissão de residência na Europa.

Em 2010, Fernanda e Rafaely também se mudaram para a Europa. Rafael estava num novo relacionamento com uma inglesa. Os quatro ficaram juntos algumas semanas, em Londres. Pouco depois, mãe e filha se mudaram para Milão, na Itália.

Por todos os relatos dados à polícia, Fernanda e Rafael continuaram amigos, e a guarda da criança não era um problema para os pais, segundo a mãe da modelo e avó da menina, Magda Souza, 46.

A mulher disse que a neta passava alguns meses por ano com o pai e com o avô paterno, em Londres. Porém, de acordo com Magda, em algum momento o sogro da filha entrou no conflito e teria exigido que o filho Rafael tomasse a guarda da criança em definitivo.

Confusão

Vieira distribuiu fotos da ex-nora na internet afirmando que ela se prostituía na Itália, sob os nomes de Layla e Caroline, o que seria prejudicial para a menina. Magda defende a filha, e afirma que ela trabalhava como esteticista.

Em julho do ano passado, nas férias escolares, o pai pediu que a menina ficasse com ele alguns dias em Londres. A mãe permitiu. Ao final do período, Rafael não quis devolver Rafaely para a mãe. A confusão começou.

Fernanda foi a Londres e pediu ajuda do Consulado Brasileiro para tentar resgatar a menina. Policiais ingleses ajudaram na tarefa, mas os Vieira não foram encontrados em casa. Ela desistiu.

Em outubro, Fernanda voltou a Londres em sigilo, fez campana na casa do sogro e pegou a filha quando ela saiu com um parente. De táxi, rumou para o aeroporto e dali para Milão.

Advogados ingleses

De lá, em 1º de novembro, ela tentou voar para o Brasil, viagem abortada na escala do avião em Londres pela Interpol. Desde então a menina está com o pai e o avô, e Fernanda e Wagner estão na cadeia de Holloway aguardando julgamento.

A advogada brasileira de Fernanda apresentou os documentos do divórcio brasileiro do casal, no qual consta a guarda da filha para Fernanda, mas a Justiça inglesa ainda não reconheceu a validade do documento. Advogados ingleses designados pela Corte é que devem fazer sua defesa.

A briga agora está na internet. É entre dona Magda e o ex-sogro,Vieira. Ela está pedindo apoio para a causa da filha. Vieira distribuindo fotos de Fernanda nua. A família de Wagner não foi localizada.

Fonte: UOL