Irã afirma ter enviado pela segunda vez macaco ao espaço com sucesso

O programa espacial do Irã vem alimentando preocupações de países do Ocidente.

O governo iraniano afirmou ter enviado com sucesso um macaco ao espaço pela segunda vez neste ano, como parte de seu programa de voo espacial tripulado.

Segundo o presidente do país, Hassan Rouhani, o primata, batizado de Fargam (ou "Sortudo", em persa) voltou à Terra em "perfeita saúde".

O programa espacial do Irã vem alimentando preocupações de países do Ocidente.

Muitas potências, como os Estados Unidos ou o Reino Unido, acreditam que a tecnologia poderia ser empregada em mísseis balísticos.

O Irã já está sob pressão da comunidade internacional por causa de seu programa nuclear.

Opositores do regime alegam que o enriquecimento de urânio tem por finalidade a criação de armas nucleares, o que o governo do Irã nega veementemente.

Manipulação?

Rouhani parabenizou os cientistas envolvidos na missão espacial, segundo um comunicado publicado na versão em inglês do site do presidente.

Na versão em persa, ele diz que a operação usou um foguete com combustível líquido, no que seria o primeiro uso dessa tecnologia pelo governo do país.

Em janeiro, o Irã afirmou que havia enviado um macaco a uma altitude de cerca de 120 quilômetros em um foguete Pishgam para um voo sub-orbital antes de retornar intacto à Terra.

Mas a divulgação das imagens mostrando claramente dois tipos diferentes de macacos colocou em xeque o sucesso do programa pela comunidade internacional.

Segundo observadores, o primata poderia ter morrido no espaço.

O Irã, por outro lado, reiterou o sucesso da missão, afirmando que imagens de arquivo de outro macaco foram erroneamente divulgadas.

Em 2010, o Irã fez um lançamento bem-sucedido de um rato, uma tartaruga e minhocas ao espaço.

Porém, uma tentativa semelhante para enviar um macaco fracassou em 2011.


Irã  afirma ter enviado pela segunda vez  macaco ao espaço com sucesso

Fonte: msn