Iraniana cegada com ácido perdoa agressor no "último minuto"

Iraniana cegada com ácido perdoa agressor no "último minuto"

Movahedi jogou ácido no rosto da iraniana ao ter um pedido de casamento recusado, em 2004

A iraniana Ameneh Bahrami, que lutou na Justiça de seu país para que o homem que desfigurou seu rosto com ácido fosse cegado, o perdoou. Segundo a rede BBC, uma televisão estatal informou em seu site que, "com o pedido de Ameneh Bahrami, Majid Movahedi, que havia sido condenado a perder a visão da mesma forma que a iraniana, foi perdoado no último minuto".

Ainda segundo a BBC, a agência de notícias Isna informou que o promotor de Teerã Abbas Jafari Dolatabadi disse que a cegueira do acusado seria realizada na manhã deste domingo, na presença de um oftalmologista e de um representante do Judiciário - o que não ocorreu em razão do perdão de Ameneh.

Movahedi jogou ácido no rosto da iraniana ao ter um pedido de casamento recusado, em 2004. Em 2008, ele foi condenado a ser cegado, mas a pena não foi executada. Organizações de defesa dos direitos humanos protestam contra a sentença. Ameneh, no entanto, continuou insistindo que seu caso pudesse servir de exemplo para outros criminosos.

Fonte: Terra