Israel assume controle do navio Rachel Corrie

Israel assume controle do navio Rachel Corrie

Embarcação tinha o objetivo de quebrar o bloqueio imposto à faixa de Gaza

As Forças Armadas de Israel entraram e tomaram o controle do navio Rachel Corrie e o conduzem para o porto de Ashdod, no sul do país, de forma pacífica, informaram o jornal israelense Haaretz e a rede de TV CNN.

Com informações da rádio do Exército, o Haaretz informou que a tomada de controle foi pacífica. Na última segunda-feira (31) um confronto entre a Marinha israelense e ativistas a bordo do navio Mavi Marmara, que integrava a chamada ?frota da liberdade?, terminou em nove mortes.

O Rachel Corrie, de bandeira irlandesa, leva ajuda humanitária para a faixa de Gaza e tem a bordo a prêmio Nobel da Paz Mairead Maguire. Às 10h49 (4h49 em Brasília), a Forças Armadas de Israel informaram que entraram em contato por rádio com os integrantes do navio pedindo para que se dirigissem a Ahsdod.

- Vocês estão se aproximando de uma área de hostilidades e que está sob bloqueio. A área de Gaza, a região costeira e o porto de Gaza estão fechados ao tráfego marítimo.

Os ativistas recusaram a proposta mais uma vez e então o barco foi interceptado já no limite das águas territoriais de Israel. A carga do Rachel Corrie deve ser agora inspecionada antes de seguir para a faixa de Gaza.

Em entrevista à rede CNN, a porta-voz da Marinha tenente-coronel Avital Leibovich disse:

- Foi completamente diferente da outra frota, que desde o início veio preparada para o confronto.

Ela também respondeu sobre o problema de deixar o navio ir diretamente para a faixa de Gaza:

- Nós temos de inspecionar as cargas, não podemos deixar passar material que o Hamas possa utilizar para atos terroristas.

Os ativistas também rejeitavam a inspeção israelense do material. O bloqueio a Gaza dura três anos e se iniciou quando o grupo radical Hamas tomou o poder na região.

Fonte: R7, www.r7.com