Itália: 75 imigrantes estão desaparecidos após naufrágio

Itália: 75 imigrantes estão desaparecidos após naufrágio

Na manhã de hoje, a marinha militar informou que são 45 os imigrantes que morreram por asfixia

Ao todo 75 imigrantes desapareceram depois do naufrágio da embarcação na qual viajavam junto com outras 27 pessoas, que foram resgatadas pela marinha militar italiana e chegaramna última terça-feira ao porto siciliano de Catânia, informou nesta quarta-feira a Agência de Refugiados das Nações Unidas (UNHCR).

Segundo o testemunho dos resgatados referido por UNHCR, um total de 75 pessoas se encontram a essas horas desaparecidas nas águas do Canal do Sicília depois que a embarcação naufragou, em circunstâncias desconhecidas e que estão sendo investigadas pelas autoridades italianas.

Na manhã de hoje, a marinha militar informou que são 45 os imigrantes que morreram por asfixia, em 30 de junho, a bordo de um barco no qual viajavam junto com outras 566 pessoas procedentes do norte da África rumo à costa da Sicília.

Os cadáveres e os outros 566 imigrantes ilegais desembarcaram nesta quarta-feira no porto de Pozzallo (Sicília), após ser socorrido pela Armada italiana há dois dias, quando foi informado, então, que os mortos eram 30.

A UNHCR lamenta "com profunda dor essa nova tragédia" e alerta que, neste ano, cerca de 500 imigrantes e refugiados morreram no Mar Mediterrâneo, segundo dados da organização.

Fonte: Terra