Itamaraty identifica jovem morto no México

O corpo dele, no entanto, ainda não identificado por legistas

O Ministério das Relações Exteriores divulgou na noite deste sábado (28) o nome de um brasileiro vítima da chacina de imigrantes latino-americanos no estado de Tamaulipas, nordeste do México. Segundo o Itamaraty, foi encontrado no local o corpo de Juliard Aires Fernandes, de 20 anos, que é de Minas Gerais. Na chacina morreram 72 pessoas; os corpos foram encontrados na última terça-feira (25).

O Itamaraty informou ainda que no local foram encontrados os documentos de Hermínio Cardoso dos Santos, de 24 anos, também de MG. Mas o corpo dele não foi identificado. O governo diz que já encontrou em contato com as famílias dos dois homens.

O Consulado brasileiro no México recebeu informações de autoridades legais que o trabalho de identificação dos corpos será lento devido ao estado em que os cadáveres foram encontrados e à falta de documentos em muitos casos. Até sexta-feira haviam sido reconhecidos 31 dos 72 corpos e não há informações oficiais sobre a realização de mais identificações neste sábado.

O massacre ocorrido em Tamaulipas foi atribuído por um sobrevivente equatoriano a integrantes do cartel Los Zetas. Um agente do Ministério Público que investigava o caso apareceu morto nessa sexta-feira (27), segundo o jornal "El Universal"

Fonte: g1, www.g1.com.br