Jackson: Homem diz que vendeu 255 frascos de Propofol a médico

Tim Lopez disse que também vendeu 20 frascos de Lorazepam e 60 de Midazolam

O sexto dia de julgamento do Dr. Conrad Murray continuou a todo vapor após o recesso para o almoço, cedido pelo juiz Michael Pastor, na noite da última terça-feira (4). Durante seu testemunho, o farmacêutico Tim Lopez, que disse que o médico havia ?pechinchado? o preço do Propofol, fez outra revelação importante.



No mês de abril, Conrad Murray havia pedido ao farmacêutico 100 frascos do medicamento e, de abril a junho de 2009, Tim Lopez entregou 225 frascos de Propofol, 20 de Lorazepam e 60 de Midazolam no consultório de Dr. Murray, em Los Angeles. Na realidade, o endereço de Los Angeles era do apartamento de sua namorada.

A testemunha ainda afirmou que não sabia que Murray era médico de Michael Jackson e que a primeira encomenda foi entregue no colsultório de Dr. Murray, em Las Vegas, e só depois começaram a ser enviados para Los Angeles.

Fonte: O Fuxico