Jogador de 23 anos morre um ano após operação de câncer

Jogador de 23 anos morre um ano após operação de câncer

Sergio Ramos, do Real Madrid e da seleção espanhola, lamenta pelo Twitter

O volante Miki Roqué, do Betis, morreu neste domingo, com apenas 23 anos. O jogador sofria com câncer pélvico e havia passado por uma operação há um ano por causa da doença. Pelo Twitter, Sergio Ramos, do Real Madrid e da seleção espanhola, lamentou a notícia.

- Como a vida é injusta. Acabo de saber da morte de Miki Roqué. Sem palavras. O mundo do futebol e as pessoas que gostam de você jamais te esquecerão - escreveu Ramos, que está concentrado com a Fúria na Polônia para a disputa da Eurocopa.

Nascido na Catalunha, Roqué foi revelado pelo Lleida e em 2005 passou a defender o Liverpool, da Inglaterra, onde ficou até 2009 (com empréstimos para Oldham Athletic, Xerez e Cartagena), contratado pelo técnico espanhol Rafael Benitez.

O retorno ao futebol espanhol foi em 2009, pelo Betis B. A partir da temporada 2010/2011, o volante passou a atuar no time principal da equipe de Sevilha. Em março de 2011, o atleta descobriu que sofria com câncer durante um exame de rotina. Em 24 de maio do ano passado, Roqué passou pela operação e desde então fazia tratamento.

A última aparição pública do volante foi em 14 de janeiro deste ano, quando o Betis visitou o Barcelona no Camp Nou pelo Campeonato Espanhol. O clube de Sevilha aproveitou a ida à cidade catalã para homenagear os médicos que operaram Roqué na clínica Dexeus, de Barcelona.

O atleta foi homenageado pelo zagueiro Puyol na final da Liga dos Campeões da temporada 2010/2011, em maio do ano passado. O capitão do Barça usou uma camisa com os dizeres "Ânimo, Miki", poucos dias antes da operação do volante do Betis.

- Estou convencido que Miki vai sair bem da operação. Dedico o título a todos, principalmente Miki e Abidal - disse Puyol, citando o companheiro de Barcelona que também enfrentou um câncer recentemente.

Fonte: Globo.com