Jovem é condenado por se "fingir de bebê" e abusar de babás

Além da pena de prisão, ele será obrigado a pagar US$ 195 de restituição à última babá

Um americano de 21 anos foi condenado a três anos de prisão nesta quinta-feira por se fingir de incapacitado e ofender sexualmente mulheres que contratava como babás, informou o site News of Oklahoma.

De acordo com a polícia, Mark Anthony Richardson II conseguiu convencer duas mulheres a servirem de babá dele no ano passado. Ele se passava por autista e fingia ter a mentalidade de uma criança para enganar as mulheres. Para isso, ele usava fraldas, ingeria bebidas feitas para bebê e agia com gestos infantis.

Mark Antonhy Richardson, de Oklahoma City, no Estado de Oklahoma, se declarou culpado em junho passado de agressão sexual por ter agarrado os seios da filha de uma babá. A vítima, então com 18 anos, estava dormindo. Ele também foi condenado por agredir a decência pública por fazer as babás trocarem as suas fraldas.

"Você tem alguns problemas. Eu entendo isso. Mas, ao mesmo tempo, está na hora de você crescer," disse o juiz Jerry Bass.

"Eu estou realmente arrependido e prometo fazer tudo que eu posso para colocar minha vida volta no caminho," disse Richardson ao juiz.

Além da pena de prisão, ele será obrigado a pagar US$ 195 de restituição à última babá, que trabalhou na casa de Richardson diversas vezes em setembro do ano passado e não foi completamente e paga.

Fonte: Terra, www.terra.com.br