Kadhafi tem "plano suicida" se capital líbia for atacada, diz russo

Kadhafi tem "plano suicida" se capital líbia for atacada, diz russo

O representante russo também manifestou dúvidas sobre as alegações de que o regime líbio tem pouca munição

O regime do ditador da Líbia, Muammar Kadhafi, tem um plano "suicida" que consiste em "explodir" a capital, Trípoli, em caso de ataque das forças opositoras à cidade, afirmou nesta quinta-feira (14) o emissário do Kremlin para o conflito, Mikhail Marguelov, em uma entrevista ao jornal "Izvestia".

"O primeiro-ministro líbio me disse em Trípoli: "se os rebeldes tomarem a cidade, a cobriremos de mísseis e a explodiremos"", declarou Marguelov, que fala árabe e visitou a Líbia em junho.

"Penso que o regime de Kadhafi tem realmente um plano suicida neste estilo", completou.



O representante russo também manifestou dúvidas sobre as alegações de que o regime líbio tem pouca munição.

"Kadhafi não utilizou um só míssil terra-terra, e tem muitos. Isto leva a duvidar que faltem armas. Em tese, Trípoli pode ter poucas munições para os tanques e as armas leves, mas o coronel tem uma grande quantidade de mísseis e explosivos", explicou Marguelov.

Recuo rebelde

Forças rebeldes líbias se retiraram dos arredores de Al-Asabaa, uma cidade estratégica que fica 80 km ao sul de Trípoli, informou uma fonte insurgente.

Os rebeldes evitaram, após intensos combates na quarta-feira, uma contraofensiva do regime no oeste da Líbia, expulsando as tropas de Muamar Kadhafi para as proximidades de Al-Asabaa.

Al-Asabaa é a última cidade antes de Gharyane, local estratégico no caminho para a capital líbia.

Fonte: g1, www.g1.com.br