Ladrão acha vídeos de pedofilia com crianças de time espanhol e denuncia

O ladrão, cujo nome não foi revelado, acionou os policiais através de um telefone público

O gesto inusitado de honestidade de um ladrão permitiu à polícia prender um suspeito de pedofilia na província de Jaén, na Andaluzia. O gatuno invadiu uma casa na capital da província e roubou uma câmera de vídeo e três fitas. Mas, ao ligar o aparelho, se assustou ao ver o dono da casa roubada tendo relações sexuais com crianças de cerca de 10 anos de idade. E não teve dúvidas: chamou a polícia.

O ladrão, cujo nome não foi revelado, acionou os policiais através de um telefone público e deixou debaixo de um carro na vizinhança um envelope com as fitas e o endereço do proprietário das fitas. ?Eu tive a infelicidade de ter essas fitas nas minhas mãos e me sinto na obrigação de apresentá-las, deixando que vocês façam seu trabalho e possam prender essa pessoa.... pelo resto da vida?, escreveu o ladrão num bilhete anônimo deixado para os policiais.

Segundo o jornal ?El País?, as investigações rapidamente levaram os agentes a identificar o autor das imagens, o local onde mora e o clube de futebol onde trabalha. O suspeito foi preso e enviado à cadeia.

Até agora foram identificadas quatro crianças vítimas de abuso e violência sexual, incluindo um menino de 16 anos que poderia ter sido violentado durante uma década. A tática do pedófilo era conquistar aos poucos a confiança dos menores no clube esportivo e convencê-los a ver filmes pornográficos. Posteriormente, segundo o inquérito policial, ele exortava as vítimas à masturbação e ao sexo forçado.

O curioso é que o detido havia dado queixa na polícia por roubo nove dias antes. Ele havia contado que entraram em sua casa pela janela e lhe roubaram vários aparelhos de pequeno porte. No entanto, ele não tinha incluído a câmera de vídeo e as fitas entre os artigos afanados pelo ladrão - e agora algoz.

Fonte: O Globo