Lula condena ataque da Coreia do Norte à Coreia do Sul

Presidente diz que vai se informar sobre qual país foi atacado primeiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou o ataque da Coreia do Norte à ilha sul-coreana de Yeongpyeong, ocorrido nesta terça-feira (23). Segundo ele, a posição brasileira é de condenar qualquer forma de desrespeito à soberania de um país.

- Por enquanto, minha palavra é de condenação a qualquer tentativa de ataque. A Coreia do Norte diz que foi atacada primeiro. Estou sem informações porque estava em um evento, mas vou me informar com Itamaraty.

Ao ser questionado sobre o assunto em uma cerimônia em Ribeirão Preto (SP), Lula reforçou, entretanto, a necessidade de que os países respeitem suas respectivas soberanias.

- Não permitiremos, em hipótese alguma, qualquer tentativa de transgredir a soberania de outro país.

As Forças Armadas da Coreia do Norte teriam feito ao menos 200 disparos de artilharia contra a ilha Yeongpyeong, onde vivem entre 1.300 e 1.500 pessoas. Dois soldados sul-coreanos morreram e pelo menos 50 (entre militares e civis) ficaram feridos.

A ação começou às 14h24 do horário local (3h24 de Brasília), segundo fontes militares consultadas pela agência Yonhap. A resposta do Exército da Coreia do Sul veio imediatamente, também na forma de fogo de artilharia. O governo ainda mobilizou aviões de caça F-15 e F-16 e convocou uma reunião de emergência.

Fonte: R7, www.r7.com