Mãe deixa filho passar fome até a morte porque ele era malcriado e causa revolta na Inglaterra

Mãe deixa filho passar fome até a morte porque ele era malcriado e causa revolta na Inglaterra

Segundo testemunha, pequeno comia apenas uma vez ao dia

O caso do pequeno Hamzah Khan, que morreu após a própria mãe deixá-lo passar fome, está chocando a Inglaterra. Durante o julgamento do caso nesta quinta-feira (19), uma testemunha contou que a mãe deixava o pequeno passar fome porque ele era ?malcriado?.

A punição aplicada por Amanda Hutton, de 41 anos, ao próprio filho deverá lhe render uma dura pena pela corte de Bradford, na Inglaterra.

Hamzah foi encontrado morto pela polícia em dezembro de 2011. Mas o pequeno já estava morto havia dois anos, o que levou a mãe a mumificar o garoto.

Segundo disse a testemunha, que não pôde ser identificada por questões de segurança, o corpo do pequeno foi encontrado dentro de uma gaveta, coberto por folhas. As informações são do jornal britânico Mirror.

? Ele estava duro e pálido. Aparentava estar muito magro. Parecia uma vara fina, porque ele não se alimentava muito.

Sempre de acordo com a testemunha, que prestou seu depoimento ontem ao tribunal, a mãe, Amanda Hutton, oferecia comida ao pequeno apenas uma vez ao dia como uma forma de punição, por considerar a criança ?bagunceira? e ?malcriada?.

A testemunha disse que Amanda continuou solicitando um auxílio do governo para a criação do pequeno, durante os dois anos em que o bebê já estava morto.

O dinheiro teria sido usado por Amanda para comprar bebida e cigarros.

A testemunha ainda descreveu as condições precárias da casa, que estava cheia de lixo e fezes de gato.

? A casa estava repleta de sacos de lixo, alimentos mofados e roupas sujas. Havia fezes de gato no banheiro.

Durante o julgamento, enquanto a testemunha relatava as condições da casa, Amanda enxugava algumas lágrimas.

O julgamento entra nesta sexta-feira (19) em seu terceiro dia.

Fonte: r7