Mãe mata filho de apenas dois anos para poder fumar crack com tranquilidade

Ela foi condenada por homicídio culposo.


Uma mulher foi condenada pela morte do filho depois que o drogou para que pudesse fumar crack.

Kelly Emery, de 34 anos, foi considerada culpada pela morte de seu filho, Fenton Hogan, de dois anos, por envenená-lo com metadona em julho de 2013. Ela admitiu ter sido negligente ao drogar a criança com a substância a fim de “derrubá-lo” para que pudesse fumar crack em sua casa Frankley no Reino Unido.

A mulher chorou no banco dos réus durante seu julgamento e o juiz Robin Knowles disse a ela: “Eu aceito que há remorso, o caso é trágico, a agressão foi desnecessária, mas ainda assim culposa e de consequências graves, portanto uma pena de prisão é necessária”.

Kelly Emery, de 34 anos, foi condenada por envenenar o filho de dois anos, que morreu, para que pudesse fumar crack.

Ele pediu a Kelly para dedicar sua vida a sua recuperação “em homenagem a memória de Fenton”.

Ela foi condenada por homicídio culposo.

Fonte: Gadoo