Maratonista pega ônibus durante corrida e perde medalha ganha

Rob Sloan havia levantado suspeitas de concorrentes que não o viram passar.


Maratonista pega ônibus durante corrida e  perde medalha ganha

Um corredor britânico teve cassada uma medalha recebida numa maratona realizada no fim de semana após admitir ter tomado um ônibus no meio do caminho.

Rob Sloan, de 31 anos, havia sido o terceiro a cruzar a linha de chegada da maratona de Kielder, no norte da Inglaterra, no domingo, com um tempo de 2 horas e 51 minutos.

Porém ele levantou suspeitas dos corredores que chegaram depois dele, que disseram não tê-lo visto passar por eles. Logo após a corrida, ele afirmou à BBC que estava indignado com as suspeitas de que ele teria trapaceado.

Na ocasião, ele disse que as acusações contra ele eram "risíveis", mas depois admitiu ter tomado um ônibus na altura do quilômetro 32 (de um total de 42) antes de retornar ao trajeto da corrida no trecho final.

O ônibus que ele tomou havia sido disponibilizado pela direção da maratona para transportar os espectadores ao longo do trajeto para a área da chegada. Segundo os organizadores, ele admitiu ter tomado o ônibus por estar "cansado" e pediu desculpas pelo erro.

Testemunhas

"Rob Sloan aparentemente tomou a decisão de se retirar da corrida aproximadamente na milha 20 (cerca de 32 quilômetros) por conta de fadiga", afirma um comunicado divulgado pelos organizadores da prova. "Após voltar à área do parque Leaplish, ele decidiu correr a última seção do trajeto e cruzou a linha de chegada em terceiro lugar", complementa o comunicado.

Testemunhas disseram tê-lo visto escondido atrás de algumas árvores antes de retomar o trajeto após a passagem do primeiro e do segundo colocados na maratona. Outro ponto que levantou dúvidas entre os organizadores foi o fato de Sloan ter sido o único dos corredores a ter completado a segunda metade da prova com um tempo mais baixo que o da primeira metade.

No dia anterior ao da maratona, Sloan havia vencido - de maneira aparentemente lícita - outra corrida, de 10 quilômetros, realizada também em Kielder. O atleta corre agora o risco de ser expulso por seu clube e também de ser banido de futuras maratonas.

Fonte: g1, www.g1.com.br