Marinha expulsa filho mais novo do vice-presidente dos EUA por uso de cocaína

Marinha expulsa filho mais novo do vice-presidente dos EUA por uso de cocaína

O filho mais novo do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, foi expulso da reserva da Marinha americana após testar positivo para cocaína em um exame de controle antidrogas, afirmou nesta quinta-feira (data local) o jornal Wall Street Journal (WSJ).

Hunter Biden, um advogado de 44 anos, se uniu à Marinha em 7 de maio de 2013 e foi direcionado ao Departamento de Relações Públicas de Norfolk (Vírginia), uma unidade da reserva.

Um mês depois, Hunter testou positivo em um exame antidrogas por consumo de cocaína, o que resultou em sua expulsão das forças armadas, disseram fontes ao WSJ.

O filho mais novo do vice-presidente, que também é sócio em uma companhia de investimento, disse estar "profundamente arrependido e envergonhado".

"Foi a honra da minha vida servir à Marinha dos EUA. Respeito a decisão deles. Com amor e o apoio da minha família, seguirei adiante", acrescentou Hunter.

Seu irmão mais velho e procurador-geral do estado de Delaware, Beau Biden, se juntou à Guarda Nacional da Armada de Delaware em 2003 e serviu durante um ano na Guerra do Iraque.

O vice-presidente e sua mulher, Jill, expressaram publicamente, em várias oportunidades, o orgulho que sentiam por causa do envolvimento militar de seus filhos, que seguiam os passos de seus dois avôs que também serviram à Marinha.

Hunter e Beau são filhos do primeiro casamento de Biden com Neilia Hunter, morta em 1972 em um acidente de carro acompanhada da filha do casal.

O político democrata voltou a se casar em 1977 com Jill Tracy Jacobs, com quem teve uma filha, Ashley.

Fonte: RTA