Médico Conrad Murray quer voltar a consultório

Conselho Médico da Califórnia entrou com um pedido para que a licença de Murray seja revogada

O Dr. Conrad Murray foi indiciado por homicídio culposo no caso da morte de Michael Jackson, mas alegou inocência no tribunal. Além da fiança de 75 mil dólares que teve que pagar, o médico também foi proibido pelo juiz de prescrever sedativos por tempo indeterminado.

E logo depois da audiência, o Conselho Médico da Califórnia entrou com um pedido para que a licença de Murray seja revogada, alegando que ele foi negligente com o bem-estar das pessoas que confiavam nele.

Mas, de acordo com site Female First, citando o Radar Online, Murray não tem planos de ficar longe dos pacientes e sua porta-voz já informou que ele deve volta para seu consultório no Texas logo, logo.

Fonte: R7, www.r7.com