Médicos realizam 1º transplante mundial de útero de mãe para filha na Suécia; confira

Médicos realizam 1º transplante mundial de útero de mãe para filha na Suécia; confira

Duas mulheres receberam úteros de suas mães, informou universidade.

Médicos na Suécia realizaram o primeiro transplante mundial de útero de mãe para filha, informou uma equipe médica nesta terça-feira (18).

A Universidade de Gotemburgo disse que duas mulheres suecas, ambas na casa dos 30 anos, receberam úteros de suas mães, em cirurgias realizadas em um hospital no oeste da Suécia durante o fim de semana. A identidade das mulheres não foi revelada.

"Mais de 10 cirurgiões, que tinham treinado juntos o procedimento por vários anos, participaram da cirurgia complicada", disse o líder da equipe, Mats Brannstrom, professor de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade de Gotemburgo.

Uma das mulheres teve seu útero removido há muitos anos devido a um câncer cervical, enquanto a outra nasceu sem útero, explicou a universidade em um comunicado. "Ambas as pacientes que receberam o novo útero estão bem, mas estão cansadas após a cirurgia. As mães que doaram os úteros estão de pé e andando e terão alta do hospital dentro de alguns dias."

A universidade disse que estima que entre 2.000 e 3.000 mulheres em idade fértil só na Suécia eram incapazes de gerar filhos devido à falta de um útero. A equipe médica disse que a qualidade do útero foi controlada pelos ovários e pelos hormônios e, em teoria, um útero pós-menopausa transplantado poderia carregar um bebê.

Uma das duas transplantadas, identificada apenas pelo nome de Anna, disse que sabia que alguns poderiam criticar a operação por razões éticas, mas para ela significava simplesmente restaurar uma função corporal, da qual ela tinha sido privada pelo câncer.

"É uma sensação incrível ser capaz de experimentar isso", disse ela em comentários postados no site do hospital Sahlgrenska, onde as operações foram realizadas sem quaisquer complicações.

Fonte: G1