Menina de cinco anos morre afogada em piscina de resort

Menina de cinco anos morre afogada em piscina de resort

Ela foi deixada aos cuidados da irmã de 15 anos.

Uma menina inglesa de cinco anos se afogou na piscina de um hotel no Egito, enquanto seus pais compravam lanches para a família, reportou hoje o jornal britânico Daily Mail.

Segundo o que informaram seus pais, Chloe Johnson tinha sido deixada com sua irmã de 15 anos na hora do acidente, em uma piscina infantil rasa do resort Coral Sea Waterworld Hotel.

A menina acabou se afogando em outra piscina, com ondas artificiais. Seus pais, Sarah Thompson e Tony Johnson, alegam que não havia nenhum salva-vidas no local para ajudá-la.

O casal contou ao canal ITV como eles procuraram a menina assim que voltaram com as bebidas e salgadinhos que haviam comprado. Segundo o pai, foi ele o primeiro a tentar as manobras de ressuscitação depois que sua filha foi encontrada.

?Era só eu no começo. Fiz tudo e só então apareceu uma pessoa que se identificou como enfermeira?, disse Johnson.

Ele contou que foi deixado sem atendimento médico por pelo menos uma hora, e que foi preciso aguardar quatro horas até que o corpo de sua filha fosse retirado do local.

Sarah, que revelou durante a entrevista estar grávida de três meses, reforçou a denúncia. ?Não havia salva-vidas. Fomos deixados sozinhos e sem ajuda. Não havia qualquer tipo de profissional médico.?

? Fomos buscar alguns salgadinhos e bebidas para Chloe e Sadie, nossa outra filha de 15 anos. Nós voltamos com as coisas e ficamos andando e procurando por ela na piscina, sem conseguir encontrá-la.

Segundo a mãe, a menina, que havia passado por uma cirurgia no coração há cerca de um ano, era ?muito saudável e muito feliz?.

? Ela estava tão animada com a notícia do novo bebê, e queria muito ser a irmã mais velha. Este novo filho vai saber tudo sobre Chloe, e jamais vai substituí-la. Ninguém pode substituí-la.

A mãe conta que, embora a menina tenha ido por conta própria para a piscina de ondas, o lugar deveria contar com dois salva-vidas, mas não havia ninguém no local.

Ashraf Khalil, gerente do Coral Sea Waterworld, disse o hotel está aguardando o resultado das investigações da polícia.

Cerca de um milhão de turistas britânicos visitaram o Egito no ano passado, de acordo com a Associação Britânica de Agentes de Viagem.

Fonte: R7, www.r7.com