Menina morre após correr 3 horas por castigo, diz polícia

A madrasta da menina ligou para a polícia às 18h45 de segunda-feira dizendo que ela estava inconsciente

Uma menina de 9 anos morreu na última segunda-feira, no Hospital Infantil de Birmingham, no Estado americano do Alabama, após ter uma convulsão e sofrer de profunda desidratação. Dois dias depois, a madrasta e a avó de Savannah Hardin foram presas sob a acusação de terem forçado a garota a correr por três horas. Segundo a polícia, a madrasta, Jessica Mae Hardin, 27 anos, e a avó, Joyce Hardin Garrard, 46 anos, puniram Savannah depois que ela mentiu sobre ter comido doces.

A madrasta da menina ligou para a polícia às 18h45 de segunda-feira dizendo que ela estava inconsciente após ter uma convulsão, de acordo com a agência AP. A família mora em um trailer em uma área rural, e um vizinho, Roger Simpson, disse ter visto uma garotinha correndo por volta das 16h - mas não viu ninguém atrás dela ou forçando-a a correr. "Eu a vi correndo por aqui, é o que eu disse aos detetives", afirmou Simpson. "Mas eu não vejo como isso a mataria", disse o vizinho.

Autoridades ainda tentam determinar se Savannah foi forçada a correr por coerção física ou verbal. Segundo a chefia de polícia, a autópsia mostrou que a menina estava extremamente desidratada e possuía níveis baixíssimos de sódio. Um patologista determinou que o caso caracterizava um homicídio.



Fonte: Terra