Menino copia irmão gêmeo em recuperação de doenças graves na cabeça; sem sequelas

Menino copia irmão gêmeo em recuperação de doenças graves na cabeça; sem sequelas

Finn Jordan tinha apenas três meses quando os médicos acharam um tumor do tamanho de uma bola de golfe em seu cérebro

Um menino britânico sobreviveu a duas doenças graves na cabeça e, devido à sua relação com seu irmão gêmeo, não teve nenhuma sequela.

Finn Jordan tinha apenas três meses quando os médicos acharam um tumor do tamanho de uma bola de golfe em seu cérebro. ?Eu percebi que havia algo errado com seus olhos. Era como se ele não olhasse para você, mas através de você. Ele não sorria e não interagia. Inicialmente, pensei que ele fosse autista?, disse a mãe Claire.

Foi pela atenção da mãe que os médicos conseguiram detectar o câncer a tempo de removê-lo. Porém, uma semana depois, o menino contraiu meningite.

Claire e seu marido Pat ouviram dos médicos que Finn provavelmente teria problemas físicos e mentais em decorrência das doenças.

Foi quando o irmão gêmeo Kian se tornou uma peça importante do tratamento. Finn tentava imitá-lo em tudo, e conseguiu se desenvolver como uma criança normal. Em setembro, quando começa o ano letivo britânico. Os dois, que agora têm quatro anos, vão começar a estudar na mesma escola.

?Eu acho que ter um irmão gêmeo foi provavelmente uma das melhores fisioterapias que ele poderia ter tido. Kian e Finn são meninos típicos e são extremamente competitivos um com o outro ? eles até vêem quem consegue terminar o café-da-manhã primeiro?, comentou Claire.

?Mas eles se amam e, durante o tempo todo, Kian incentivou Finn, dizendo ?vamos lá Finnym você consegue??, completou a mãe.

Para chegar ao estágio atual, sem nenhuma deficiência, Finn passou três anos usando o irmão como espelho e ouvindo incentivos como esse. ?Ele agora é descrito como ?precocemente inteligente?. Seus médicos estão impressionados e não têm explicação para sua recuperação?, contou a mãe.

Fonte: G1