Menino de 4 anos encontra pingente de ouro que vale milhões

Menino de 4 anos encontra pingente de ouro que vale milhões

O britânico usou um detector de metais para achar o tesouro escondido num terreno

Na primeira vez em que usou um detector de metais, James Hyatt, 4 anos, achou um pingente de ouro do século 16 que pode valer milhões. O menino estava brincando num terreno com o detector de metais do avô quando encontrou o ?tesouro?. O pai, Jason, 34 anos, atordoado com a possível descoberta, cavou oito centímetros e, então, desenterrou a preciosidade.

?James ficou muito animado quando percebeu que tinha encontrado um tesouro, mas ele ainda é jovem demais para entender o real significado do pingente?, afirmou o pai ao jornal Daily Mail. O menino também contou como tudo aconteceu: ele estava segurando o detector quando o aparelho começou a emitir um som, ?bip, bip, bip?. ?Fiquei feliz porque conseguimos achar o tesouro mesmo sem um mapa igual ao dos piratas?, disse James. A descoberta aconteceu em 2009, em Hockley, Inglaterra. De tanto fazer perguntas sobre o detector de metais do avô, ele deixou o neto brincar com o aparelho. O detector era, inclusive, maior do que a criança.

O pingente passou por rigorosos testes e foi confirmado que é 73% de ouro. Nele, aparece gravado a imagem de Maria, mãe de Jesus, segurando uma cruz. Em volta estariam corações sangrando e os nomes dos três Reis Magos que seguiram a estrela de Belém até o nascimento de Cristo. Jason entrou em contato com o Museu Britânico na época da descoberta. Em carta, a instituição afirmou que a peça tem marcas medievais e que deve ter pertencido a a uma pessoa da realeza ou do alto clérigo. Provavelmente, caiu quando alguém estava caçando naquela área. Além disso, até hoje apenas três peças desse tipo foram encontradas ? uma delas foi vendida em leilão, em 1986, por 1,3 milhões de libras (aproximadamente R$ 3,6 milhões de reais).

A relíquia continua em avaliação, mas o Museu Britânico e o Museu Southend já manifestaram interesse em comprá-la. Segundo o pai, o pingente não será vendido até que se saiba ao certo quanto vale. Prudente, ele afirma não ter grandes pretensões financeiras, apenas quer que a peça vá para um museu. O dinheiro da venda será repartido entre a família e o proprietário do terreno ? a localização exata está sendo mantida em segredo para que não haja uma ?corrida ao tesouro? no local.

James pode se considerar um menino de sorte. Fazia 15 anos que seu avô rastreava o solo daquela região como um hobby sem jamais ter encontrado algo.

Fonte: g1, www.g1.com.br