"Menino-peixe" sofre com pele que lembra escamas na China

A maior parte dos pacientes apresentam pontos de pele ressecada e escamosa, mas o caso de Pan é mais grave

Coberto dos pés à cabeça com "escamas", um garoto chinês sofre com dores e tem dificuldade para dormir devido à coceira. Chamado de "menino-peixe", Pan Xianhang nasceu com ictiose, uma condição genética rara em tão larga escala no corpo humano que também é chamada de "doença da escama de peixe". A maior parte dos pacientes apresentam pontos de pele ressecada e escamosa, mas o caso de Pan é mais grave: o formato dos olhos, nariz, boca e orelhas foi afetado, e ele tem dificuldades para mexer braços e pernas. As informações são do The Sun.



Vítimas de ictiose são tratadas com cremes, óleos e hidratantes para combater o ressecamento da pele. "Não há cura, e os tratamento para a ictiose consistem, predominantemente, em manter a pele hidratada com emolientes, como loções e cremes", afirmou Liz Dale, porta-voz de um grupo de apoio a pacientes com esse distúrbio no Reino Unido. "A pele precisa ser hidratada para evitar que fique ainda mais ressecada, o que poderia fazer com que quebrasse - ficando, assim, suscetível a infecções, que podem ser fatais."

No Vietnã, um jovem sofre da mesma doença. Um documentário de um canal de televisão mostrou no ano passado a história de Minh Anh, que foi abandonado ainda bebê depois de nascer com uma forma grave de ictiose. Para o vietnamita de 18 anos, a condição significa que ele precisa viver em uma ala especial de um hospital em Saigon.

Fonte: Terra