Merkel deve ceder sobre salário mínimo para garantir coalizão

Merkel deve ceder sobre salário mínimo para garantir coalizão

Chanceler admitiu que provavelmente não conseguirá manter sua posição.

A chanceler alemã, Angela Merkel, sinalizou a sua disposição para aceitar a demanda do Partido Social Democrata (SPD) por um salário mínimo legal, a fim de garantir o acordo para formar um governo de coalizão, no momento em que as negociações entram na reta final.

Merkel começou a preparar seus conservadores para ceder em relação a questão, ao dizer em uma reunião do Partido Democrata Cristão (CDU) na noite de sexta-feira (15) que o salário mínimo de 8,50 euros por hora, reivindicado pelo SPD, "vai desempenhar um papel" no futuro.

Não vai ser a nossa visão de um salário mínimo", acrescentou, admitindo que seu partido provavelmente não conseguirá manter sua posição sobre esse assunto.

Merkel ganhou o terceiro mandato nas eleições de setembro, mas não tem a sua própria maioria. Isso a obrigou a buscar um acordo com o SPD, que teve seu segundo pior resultado do período pós-guerra, mas continua a ser o segundo maior partido da Alemanha.

Fonte: G1