Merlong Solano revela os planos do Governo para reverter crise financeira

Com a crise financeira e o enxugamento nos gastos, as dificuldades demandam ao Poder Executivo a adoção de reajustes pontuais, que devem mexer com a economia do Estado

Os desafios para o próximo ano com o início da gestão do governador eleito Wellington Dias (PT) foram sintetizados pelo futuro secretário de Governo, o deputado estadual Merlong Solano (PT).


Com a crise financeira e o enxugamento nos gastos, as dificuldades demandam ao Poder Executivo a adoção de reajustes pontuais, que devem mexer com a economia do Estado.

Neste sentido, os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) incluem-se entre as principais preocupações. Segundo o parlamentar, o Piauí, atualmente, está descumprindo as obrigações necessárias, fazendo com que o Governo Federal não liberasse os recursos previstos.

"O Governo Federal cumpre leis, é obrigado a verificar se o Estado está adimplente, se ele está inadimplente com alguma de suas obrigações legais, o Governo Federal não repassa o recurso", comentou.

Sob esta perspectiva, Solano conduz que os primeiros meses de 2015 serão de readequação nas contas do Piauí, visando que o Estado fique abaixo do limite máximo. O cumprimento possibilitaria a continuação de importantes obras, tendo em vista que os repasses federais poderiam ser normalizados.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Francy Teixeira