Meses após confessar falsa gravidez, jovem lança livro

Gaby Rodriguez estudou estereótipos vividos por jovens latinas nos EUA


Meses após confessar falsa gravidez, jovem lança livro
Nove meses após revelar aos colegas que fingiu estar grávida com uma "barriga" de pano, uma adolescente do estado de Washington, nos EUA, lançou um livro em que conta detalhes da experiência, segundo ela motivada por um projeto escolar.

Gaby Rodriguez causou polêmica na cidade de Toppendish em abril do ano passado, ao revelar durante uma assembleia escolar que não estava grávida, e que usava uma barriga falsa para estudar os estereótipos sofridos por adolescentes grávidas, principalmente por jovens de origem latina.

Pouquíssimas pessoas sabiam do segredo, entre elas, a mãe e o namorado dela, além do diretor do colégio.

No livro, intitulado "The Pregnancy Project" ("O Projeto Gravidez"), Rodriguez conta sobre o histórico de sua família. A mãe ficou grávida aos 14 anos e se casou com um jovem de 16, acusado de abusos sexuais que resultaram em sete filhos.

Três filhas do casal ficaram grávidas antes de chegar aos 18 anos, e dois dos filhos engravidaram as namoradas nas mesmas condições. Segundo a jovem, gravidez na adolescência era quase uma tradição familiar. "É difícil entender por que eles não aprenderam uns com os outros. Acho que eles tiveram que cometer seus próprios erros" afirma no livro.

Agora aos 18 anos, a jovem estuda psicologia na Columbia Basin College, em Washington, e não se arrepende do experimento. "Ela [a mãe] ficou tão orgulhosa de mim. Isso mostrou tudo que ela teve que enfrentar, e eu a dei inspiração para seguir em frente e inspirar outras pessoas", diz Rodriguez.

Além do livro, a história originou um filme feito para o canal a cabo americano Lifetime.

Fonte: G1