Militares russos atiram contra pesqueiros japoneses

Pesqueiros desobedeceram às ordens para parar

Guardas de fronteira russos informaram hoje que abriram fogo contra dois pesqueiros japoneses que trabalhavam em águas territoriais da Rússia no Pacífico e que não obedeceram às ordens para parar.

"Os navios ""Taka Maru-58"" e ""Kiemi Maru-63"" estavam em águas territoriais da Rússia, a 1,5 milha marítima da ilha russa de Kunashir, o que infringe as normas de pesca referendadas no acordo intergovernamental de 1998", explicou um porta-voz.

Os pesqueiros desobedeceram às ordens para parar e os primeiros disparos de advertência foram efetuados do helicóptero russo que os detectou em alto-mar. As embarcações só desligaram os motores quando os agentes dispararam diretamente nos navios, sem causar vítimas, acrescentou o funcionário.

No entanto, como os navios da Guarda Costeira russa demoraram a chegar à região, os pesqueiros aproveitaram para deixar as águas russas e se refugiar no porto de Raus, na ilha japonesa de Hokkaido.

Os guardas de fronteira disseram que gravaram em vídeo a infração e agora exigem que as autoridades japonesas os ajudem a investigar o incidente e proíbam terminantemente suas embarcações de trabalhar em águas territoriais da Rússia.

"A parte russa seguirá defendendo com todos os métodos legais os interesses do país", assegurou à agência "Interfax" o porta-voz da Guarda de Fronteiras da ilha russa de Sakhalin.

Por sua vez, o Ministério de Assuntos Exteriores do Japão disse que os militares russos abriram fogo contra os dois navios embora estivessem em um setor aberto para a pesca, de acordo com o acordo intergovernamental.

Fonte: Terra, www.terra.com.br