Minsk: explosão no metro faz sete mortos e 50 feridos

Rebentamento ocorreu na estação de Oktyabrskaya da capital da Bielorrússia

Pelo menos sete pessoas morreram e 50 ficaram feridas na sequência de uma explosão no metro de Minsk, capital da Bielorrússia, noticia a edição electrónica da televisão Russia Today.

Anteriormente, a agência noticiosa russa Ria Novosti, noticiara, citando dados do ministério das Emergências bielorrusso, que um «número indeterminado de pessoas foi morta» no rebentamento.

Questionado pela agência Reuters sobre se havia mortos na estação, um porta-voz da polícia respondeu: «Sim, há. Não sabemos ainda o número exacto».

A explosão ocorreu na estação de Oktyabrskaya, para onde se dirigiram dezenas e ambulâncias e da polícia, e não se sabe qual a sua origem.

Um porta-voz da presidência do país disse que ainda é cedo para saber se terá havido mão terrorista neste incidente.

A «Russia Today» descreve que são visíveis espessas colunas de fumo no local.

A agência noticiosa estatal BeITA refere que o rebentamento aconteceu às 17:55 locais (15:55 em Lisboa).

A BeITA salienta que não há registo de qualquer incêndio ou de carruagens danificadas na estação, mas o jornal «Komsomolskaya Pravda» deu conta que a escada da estação teria sido destruída.

Numa altura em que não se sabe muito sobre este incidente, há relatos contraditórios. Uns dão conta que o rebentamento ocorreu na plataforma da estação e outros no túnel de transferência de passageiros.

A rede do metropolitano de Minsk é formada por duas linhas, que se cruzam precisamente na estação de Oktyabrskaya. A linha número um foi encerrada e os comboios estão também a deixar de circular na dois.

Testemunhas citadas pela Russia Today dão conta que as redes de telemóvel não estão a funcionar em algumas partes de cidade e que se ouve o soar de alarmes.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com