Modelo que declarou ter beijado príncipe Harry em festa privê passa um mês na prisão

Modelo que declarou ter beijado príncipe Harry em festa privê passa um mês na prisão

Ela foi a única das mulheres que foi a público depois de supostamente passar uma noitada com o príncipe em uma cobertura de um hotel

A modelo californiana Carrie Reichert, de 40 anos, presa horas depois de declarar em uma entrevista que beijou o príncipe Harry em uma festinha privada em Las Vegas, em agosto deste ano, acusa o serviço secreto britânico de estar por trás de sua prisão.

As informações são do tabloide Daily Mail

Ela foi a única das mulheres que foi a público depois de supostamente passar uma noitada com o príncipe em uma cobertura de um hotel, em Las Vegas.

Em uma entrevista, Carrie, que é divorciada, disse que beijou Harry e ficou sozinha com o jovem por cerca de 20 minutos.

Carrie também afirmou que o príncipe estava nu. Fotos do príncipe sem roupa foram publicadas após o incidente e causaram constrangimento na família real britânica

epois da entrevista, na qual ela insistiu que a festa "não foi uma orgia", ela foi presa, acusada de passar cheques falsos no valor de R$ 42 mil e tentar fugir para o México.

Ela nega as acusações e afirma que seus problemas surgiram devido a um empreendimento que não deu certo.

"Eu não estou sendo tratada da mesma forma que outra pessoa na minha situação. Acredito que o serviço secreto britânico está por trás disso", disse

Uma fonte próxima ao príncipe garantiu que a história não é verdadeira e que ela não esteve com Harry "naquela noite e nem em nenhum outro dia"

Carrie ficou um mês atrás das grades. Se for considerada culpada pela Justiça, ela pode ficar até cinco anos presa







Fonte: r7