Modelo é procurada pelo assassinato de ex-namorado milionário na Rússia

Modelo é procurada pelo assassinato de ex-namorado milionário na Rússia

Jovem de 24 anos teria ficado com ciúmes ao saber de novo relacionamento do ex

A modelo Mayka Kukucova, de 24 anos, está sendo procurada pela polícia pelo assassinato do ex-namorado, o milionário Andrew Bush. O joalheiro de 48 anos havia terminado o namoro com Mayka no ano passado e, recentemente, começado um relacionamento com uma russa ainda mais jovem, o que teria despertado o ciúme da loira.

Bush, que dirigia um negócio de joias, terminou seu relacionamento de 18 meses com Mayka em outubro do ano passado.

Mensagens e vídeos enviados publicamente pela internet mostram que a modelo implorou ao ex-namorado britânico que voltasse para ela.

Nas mensagens postadas na internet, Mayka pedia para que ele esquecesse "tudo de ruim? que havia acontecido entre os dois.

Os ?dias sem você não tem sentido, vamos ficar juntos para sempre?, dizia a modelo eslovaca.

Em um dos vídeos postados por Mayka, Bush escreveu: "Sua jornada na vida está avançando em uma direção fantástica, sua vida será sempre cheia de emoção e alegria e eu sempre vou estar lá com você para te apoiar. Não importa o quão perto ou longe nós estamos, sempre sinto sua falta minha princesa".

Acredita-se que a modelo também estava em outro relacionamento, com um homem de 20 anos chamado Pedro Kucharik.

Mas amigos e familiares de Mayka disseram que ela havia ficado muito mal após o término com Bush e estava se comportado de uma forma ?instável".

Recentemente, Bush começou um novo relacionamento com uma russa, de 21 anos, chamada Maria. Uma amiga disse que ela estava devastada pela morte do namorado, mas que tinha percebido que ?escapou da morte por um triz?.

Segundo informações do tabloide britânico Daily Mail, Bush e Maria chegaram a uma das casas do milionário, na Espanha, e descobriram que Mayka estava esperando na cama dele. Maria teria dito que não podia lidar com aquela situação e que aguardaria do lado de fora.

A russa teria, então, ouvido gritos e, em seguida, viu Mayka sair correndo da casa, entrar em um carro de Bush e dirigir desesperadamente para longe do local.

A polícia teve problemas em encontrar a propriedade e demorou cerca de duas horas para chegar ao local após a chamada de Maria.

Bush foi baleado duas vezes na cabeça e não conseguiu resistir aos ferimentos no sábado (5).

A ex-mulher do milionário, com quem ele tem uma filha de 19 anos, pediu que o "monstro do mal" que matou seu ex-companheiro seja capturado. Sam Mason (foto) voou para a Espanha com a filha, Ellie, assim que soube da morte de Bush para ajudar nas investigações.

? Essa coisa toda é quase como uma história de horror, é difícil acreditar que está acontecendo. Meu ex-marido tinha sequer 50 anos.

Em um comunicado, Ellie disse: ?Eu não posso acreditar que eu perdi meu pai por causa de um ato de ciúme?.

A polícia acredita que Mayka ficou à espreita de Bush durante dias na propriedade à beira-mar e pode ter fugido para Marrocos e Portugal depois de cometer o crime.

Fonte: r7