Modelo que castrou jornalista em NY usava testículos como talismã

Modelo que castrou jornalista em NY usava testículos como talismã

“Ele fazia isso para a sua proteção, ele podia sentir o poder”, disse o advogado Rubin Sinis

O modelo português Renato Seabra, 21 anos, que matou e castrou o jornalista Carlos Castro, 65 anos, usava a genitália do ex namorado presa ao pulso como um amuleto, revelou seu advogado em Nova York, onde o crime ocorreu.

?Ele fazia isso para a sua proteção, ele podia sentir o poder?, disse o advogado Rubin Sinis.

Segundo o jornal norte-americano Daily News, o advogado disse que o modelo ?andava pelas ruas de Manhattan contando às pessoas porque ele tinha o poder de curar a AIDS?.

Sinis pediu aos juízes que revissem a sentença alegando que seu cliente cometeu o crime tomado por um surto psicótico.

O modelo português disse que matou o jornalista porque foi muito torturado durante os sete meses que teve Carlos Castro como namorado. Seabra usou o monitor de uma computador para bater em Castro até a morte e depois, com um saca-rolhas, castrou o seu parceiro.

Antes matar o jornalista, o modelo teve uma forte discussão com Castro. Ele teria dito que ?não era gay? e que estaria apenas usando a relação com o jornalista em seu próprio interesse.

?Ele queria ascender na sua carreira de modelo?, disse a promotora pública Maxine Rosenthal.

? Ele queria ser famoso e ganhar dinheiro, também queria ter roupas de marca, eletrônicos e comer em bons restaurantes.

Segundo a promotora, Seabra ficou furioso com fim do relacionamento e isso o levou a matar a jornalista Carlos Castro.

? Ele sabia que estava batendo, torturando e mutilando Carlos Castro. E ele sabia que isto é errado


Modelo português que castrou jornalista em NY usava testículos como talismã

Modelo português que castrou jornalista em NY usava testículos como talismã

Modelo português que castrou jornalista em NY usava testículos como talismã

Fonte: r7