Morre a primeira mulher a passar por um transplante de rosto

Mulher morreu em abril, mas informações só foi divulgada agora

A francesa Isabelle Dinoire, a primeira pessoa a passar por um transplante de rosto, em 2005, morreu aos 49 anos. Segundo o jornal francês “Le Figaro”, ela morreu com um câncer, no último dia 22 de abril, após um longo período internada, mas a família não quis divulgar a morte por privacidade. O caso dela chamou a atenção de todo o mundo.

Isabelle teve o rosto desfigurado após ser atacada pelo próprio cachorro em casa. Com depressão, ela tomou uma overdose de pílulas para dormir e, na ânsia por acordá-la, o cachorro acabou puxando e mastigando seu rosto. Ela recebeu nariz, boca e queixo de um doador que teve morte cerebral. O transplante foi realizado pelo professor Jean-Michel Dubernard do Hospital Universitário de Lyon, conhecido mundialmente por ter realizado o primeiro transplante de mão em 1998, e professor Bernard Devauchelle, especialista em cirurgia maxilo-facial.

Em um comunicado, o Hospital Universitário confirmou a morte e disse que não dará entrevistas sobre o caso. “Isabelle Dinoire morreu em 22 de abril, rodeada por sua família. Em conformidade com a vontade de seus parentes, o obituário não foi publicado na imprensa para preservar a privacidade neste momento doloroso”, disse a instituição onde ela foi operada. Segundo o “Le Figaro”, ela sofreu rejeição do enxerto e perdeu parte do movimento de um de seus lábios. Os medicamentos para combater a rejeição contribuíram para o desenvolvimento do câncer.


sabelle Dinoire foi atacada por seu cachorro (Crédito: Reprodução)
sabelle Dinoire foi atacada por seu cachorro (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações do Extra