Mulçumana finge estupro para namorado ser agredido e queimado por gangue de primo

Mulçumana finge estupro para namorado ser agredido e queimado por gangue de primo

Sonia Begum, 21 anos, se queixou a seu primo Shahen Ahmed, 21, que o homem havia agredido sexualmente dela.

Uma mulher muçulmana fingiu ter sido estuprada por seu namorado, levando a sua tortura prolongada por uma gangue, porque ela pensou que ele iria mostrar fotos de sexo explícito para os seus pais conservadores.

Sonia Begum, 21 anos, se queixou a seu primo Shahen Ahmed, 21, que o homem havia agredido sexualmente dela.

Ahmed, em seguida, convocou uma quadrilha que sequestrou e incendiou o jovem, que não pode ser identificado por razões legais.

Tanto a jovem como seu primo foram condenados pela justiça britânica.

Fonte: Daily Mail