Mulher amarra esposo idoso em barraco de madeira e o deixa vivendo à espera da morte

Pablo Tamariz Coraquillo teria sido tratado como um prisioneiro por cerca de dois anos, na pequena aldeia de Huauyan, Peru.

Um homem idoso, de 86 anos, foi deixado por sua esposa, acorrentado à espera da morte em um barraco de madeira.



 

Pablo Tamariz Coraquillo teria sido tratado como um prisioneiro por cerca de dois anos, na pequena aldeia de Huauyan, Peru.

Equipes de emergência receberam informações sobre o homem, e foram até ele, o encontrando completamente “fraco e desorientado”.

O aldeão Viviano Villareal Corral, de 56 anos, disse: “Nós sabíamos que ele estava lá, mas sua mulher nos disse que era para seu próprio bem. Ela disse que ele ficava tentando fugir e ela decidiu que a melhor maneira de mantê-lo em casa era amarrá-lo.”

Pablo Tamariz Coraquillo, um idoso, de 86 anos, foi deixado por sua esposa acorrentado à espera da morte em um barraco de madeira em uma aldeia no Peru.

Ele continuou: “Mas nós não percebemos que ele ficava lá o tempo todo. Nós apenas pensamos que era de vez em quando.”

O homem foi levado para um hospital e agora deve seguir para uma instituição de cuidados onde viverá daqui pra frente.

Fonte: Gadoo