Mulher esconde três bebês mortos no armário

Bernadette compareceu diante do tribunal de Liverpool Crown e admitiu ter ocultado os nascimentos

Uma britânica de 55 anos admitiu nesta segunda-feira (13) ter ocultado o nascimento de quatro filhos - todos supostamente natimortos - durante cerca de 20 anos. A mulher manteve os restos de três das crianças em um armário, apesar de ter se mudado diversas vezes, informou o jornal Daily Mail.

Bernadette Quirk, moradora de Merseyside, na Inglaterra, disse que deu à luz os bebês entre 1985 e 1995, no período posterior ao fim de seu casamento que ela classifica como "caótico".

Bernadette compareceu diante do tribunal de Liverpool Crown e admitiu ter ocultado os nascimentos, enterrado um dos corpos ilegalmente e mantido outros três no armário de sua casa.

Os corpos foram descobertos em julho de 2009 pela filha da britânica, Joanne Lee, que entrou em contato com a polícia. A sentença final do caso deve ser pronunciada no dia 11 de outubro, de acordo com a Justiça.

O inspetor chefe Neil Bickley disse Bernadette tinha "um estilo de vida caótico" após o fracasso de seu casamento, no final de 1980, e "teve uma série de encontros sexuais".

De acordo com a polícia, os exames periciais não puderam determinar se os bebês nasceram mortos ou não. Por isso, a britânica foi acusada apenas de ocultação de nascimento.

O advogado da mulher, Ian Morris, disse que a britânica não contesta as acusações.

- Ela gostaria apenas de deixar claro, apoiada pela evidência médica, que as crianças nasceram mortas.

Se for considerada culpada, Bernadette pode ser condenada à prisão. Os parentes da mulher dizem que, enquanto ela aguarda sentença, pretendem dar aos quatro bebês um "enterro apropriado".

Fonte: R7, www.r7.com