Mulher guardou corpo da mãe em casa para receber aposentadoria

Hazel Maddock é condenada à prisão por fraude e prevenção ilegal de realização de enterro

Uma mulher que guardou o corpo da mãe durante seis meses enquanto recebia irregularmente a sua aposentadoria foi condenada à prisão na Inglaterra.



Hazel Maddock deixou o corpo da mãe, Olive, que morreu aos 95 anos de idade, apodrecendo no quarto dela enquanto reclamava os benefícios em nome da finada. Ela recebeu irregularmente o equivalente a cerca de R$ 570 em dois pagamentos de aposentadoria.

A filha de Hazel, Jasmine Maddock, 35, também foi condenada por sua cumplicidade no crime. Hazel foi condenada por fraude e prevenção ilegal de realização de enterro e terá de passar 11 meses na prisão.

Jasmine recebeu uma sentença de 26 meses de prisão em regime de liberdade condicional durante dois anos e também terá que fazer 250 horas de serviço comunitário.

"Afronta"

O corpo de Olive foi encontrado pela polícia em agosto passado depois de receber uma denúncia de um vizinho. O juiz do caso, Gerald Clifton, disse que as duas mulheres praticaram "uma grande afronta ao comportamento decente mais natural da maioria das pessoas boas em situações semelhantes em qualquer lugar".

"Honra teu pai e tua mãe todos os dias que eles viverem, diz a Bíblia. Dar o enterro é um dos mais importantes desses atos de honra", disse o juiz. Hazel Maddock é atriz e fez pontas em novelas britânicas. A filha também é artista.

Fonte: IG