Mulher mantém cadáver do marido em casa por mais de 1 ano em Porto Rico

A polícia passou a investigar o caso após uma queixa apresentada pela irmã do falecido

Uma mulher do município de Carolina, situado na região metropolitana da capital San Juan, manteve o cadáver de seu marido em cima de uma cama durante 13 meses, informou nesta segunda-feira as autoridades da ilha caribenha. O corpo da vítima, identificada como Marco Rosa Cruz, 75 anos, foi encontrado graças a uma ligação efetuada para o Serviço de Emergência.

A polícia passou a investigar o caso após uma queixa apresentada pela irmã do falecido, que, segundo dados preliminares, teve que reivindicar uma visita a seu familiar perante o Departamento da Família por causa da rejeição da esposa do falecido.

A viúva, identificada como Josefa Rodríguez, assinalou nesta segunda-feira à imprensa local que o corpo de seu marido havía sido possuído pelo diabo, embora não tenha revelado detalhes claros sobre a possível causa da morte do mesmo.

Familiares da vítima explicaram que a mulher em questão negava as visitas a Cruz e, quando era perguntada sobre o estado de saúde do marido, se limitava a dizer que ele estava "esperando sua hora".

Oficial do Corpo de Investigações Criminais (CIC) de Carolina, Karen González assinalou que, após ter interrogado a esposa da vítima no último sábado, Josefa não falou nada sobre o falecimento do marido, já que, segundo a sargento, ela esperava que Deus devolvesse a vida outra vez para ele.

Segundo a oficial, com o tempo, a viúva também passou a ter medo de divulgar o caso. Por fim, Karen assinalou que a mulher será interrogada novamente, enquanto a juíza Judithmar Pérez ficará responsável pela definição das acusações.

A imprensa local também informou que uma neta da mulher, de 18 anos, também vivia na casa e, aparentemente, sabia que o cadáver do avô se encontrava na cama de um dos quartos.

Fonte: Terra