Mulher processa ginecologista por usar produto de limpeza de vaso sanitário em sua área íntima

Mulher processa ginecologista por usar produto de limpeza de vaso sanitário em sua área íntima

O fato aconteceu quando ela foi até o consultório do médico em Summit County, Ohio, para se submeter a um exame ginecológico

Uma mulher está processando seu ginecologista depois que ele utilizou um produto químico de limpar vaso sanitário em sua área íntima. Laura, que não quer ter seu sobrenome revelado, sentiu dores terríveis depois da aplicação do líquido, e agora não pode mais ter filhos.

O fato aconteceu quando ela foi até o consultório do médico em Summit County, Ohio, para se submeter a um exame ginecológico de rotina. Ela disse que sentiu uma queimação no seu canal vaginal, colo do útero e na área circundante. ?Foi como se tivesse um corte aberto e derramasse álcool nele", disse ela.

A solução usada pelo médico continha hidróxido de potássio, um produto químico usado tipicamente para desobstruir drenos e canos. A mulher moveu uma ação contra o estabelecimento - Paragon Saúde -associado ao Dr. John Black e outros funcionários não identificados como réus.

No processo consta que o médico notou algo errado, e tentou irrigar a área queimada com três garrafas de soro fisiológico, além de uma aplicação de creme para anestesiar a dor. O médico colocou o creme em seu interior sem a utilização de luvas.

Laura diz que sofre sangramentos contínuos, irregulares, e ela não pode desfrutar de prazeres simples como nadar com seus dois filhos.

Fonte: Daily Mail