Mulher quase morre após um de seus seios ficar 10 vezes maior que o outro

Seio de mãe de três filhos inchou após implante e toxina quase atingiu sangue

Leah Suchecki, 35 anos, foi levada às pressas para uma cirurgia de emergência depois de um de seus seios ter aumentado dez vezes mais que o normal.



De acordo com o jornal, o seio da mãe de três filhos inchou após a ?explosão? de um implante mamário.

Segundo os médicos, o material era tóxico e poderia matar. Porém, ela deu entrada no hospital e foi operada antes que seu sangue fosse envenenado.

Erros em cirurgias plásticas deformam corpos e causam transtornos

Cuidados com tamanho do silicone

O cirurgião plástico Mauro Speranzini, da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), explica que o papel da cirurgia plástica é fazer a mulher "se sentir melhor e aumentar sua autoestima?. Porém, elas devem tomar cuidados especiais sobretudo com o tamanho escolhido.

? Há mulheres que não têm nada, que têm o tórax parecido com de um homem. Em relação ao tamanho, não se deve buscar seios que servem para chamar atenção de outras pessoas, como por exemplo, ter mamas grandes com o intuito de aparecer na mídia. Mamas grandes podem provocar problema de coluna, na região torácica e no pescoço.

Além disso, para o cirurgião Ruben Ribeiro Penteado, também membro titular da SBCP, quando o tamanho ?passa do limite?, a prótese pode forçar a pele e até a cicatriz que se forma pós-cirurgia.

? As primeiras consequências são estrias e flacidez. Aumenta-se também a possibilidade de os seios caírem e, assim, perder o resultado da cirurgia. Há casos em que o organismo acaba expulsando a prótese para fora do corpo. Isso acontece porque quanto mais "forçada" estiver a região, mais o organismo vai reagir contra aquilo. É algo completamente antinatural.

Fonte: r7