Mulher que não possui rosto por crescimento de pele vivencia drama

A família não tem condições para pagar um tratamento

Khadija Khatoon, 21 anos, nunca viu seus olhos e nariz (na verdade, ela nem mesmo sabe se os têm), e sua boca é uma pequena fenda do lado esquerdo de seu rosto. Acredita-se que a jovem, possua neurofibromatose, o nome usado para determinar uma série de condições genéticas que causam inchaço ou caroços que distorcem não só o rosto como partes do corpo.

Apesar de suas deformidades devastadoras, Khadija afirma ser feliz. “Eu sou feita desta forma e aceito graciosamente. Eu faço o que posso. Se é assim que estou destinada a ser, então eu vivo desta forma. Não é uma questão de enfrentamento, eu só vivo como eu sou”, disse ela, que nasceu em uma família muçulmana pobre, em Calcutá, leste da Índia.

Embora muitas pessoas com a condição herdam o problema de um de seus pais, até 50% a desenvolvem aleatoriamente por conta de uma mutação genética antes do nascimento. Apesar de sua aparência alarmante, os crescimentos e inchaços, chamados neurofibromas, causados por um crescimento das células, não são cancerígenos ou contagiosos.

A família não tem condições para pagar um tratamento e Khadija espera que o governo possa ajudá-la. No entanto, ela insiste não querer a cirurgia por medo de arriscar sua vida, conforme os médicos já disseram à sua mãe quando ela era um bebê.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Ciencia